PUBLICIDADE
Topo

Talibã mata carismático chefe de polícia cego no sul do Afeganistão

30/06/2020 15h34

Cabul, 30 jun (EFE).- O Talibã assassinou o carismático chefe de polícia Shah Muhammad, famoso por sua luta contra o grupo insurgente e por ter sobrevivido a dezenas de ataques por quase duas décadas na insegura província de Uruzgan, no sul do Afeganistão, segundo confirmou nesta terça-feira uma fonte oficial à Agência Efe.

Um grupo de homens armados atacou Shah, de 44 anos e deficiente visual, ontem à noite, em Trinkot, capital de Uruzgan, confirmou hoje o porta-voz do governador da província, Zargai Ebadi.

"Infelizmente, Shah Muhammad foi morto pelos talibãs", disse Ebadi.

Muhammad morreu no local, enquanto dois de seus guarda-costas ficaram feridos e estão fora de perigo após receberem atendimento médico em um hospital da província, explicou o porta-voz.

"Ele era um dos comandantes mais importantes e populares da Polícia de Uruzgan e serviu como chefe da polícia do distrito de Dehrawod", tornando seu assassinato uma "grande perda" para as forças de segurança, disse Ebadi.

O comandante havia sobrevivido a 34 tentativas de assassinato durante seus 17 anos de serviço nas forças de segurança.

Ele foi ferido em várias ocasiões, mas "sua determinação nunca foi quebrada e ele nunca parou de resistir e lutar contra o Talibã", enfatizou o porta-voz.

Conhecido como Shah (o rei), foi nomeado chefe da polícia pelas autoridades locais em 2016, um ano e meio depois ter perdido a visão dos dos dois olhos ao tentar desarmar uma bomba caseira.

A nomeação de Shah pretendia recuperar, com o apoio de sua fiel tropa de 400 homens, o controle de Dehrawod dos insurgentes, e nesse tempo teve êxito, como também conseguiu uma relativa calma na região.

Shah, que não recebeu treinamento militar e que atuou como policial durante os últimos 17 anos em Uruzgan, sempre foi apoiado por seus homens, que não o deixaram pedir demissão quando ficou cego.

Os talibãs reivindicaram a morte do policial, classificado pelos próprios insurgentes como "implacável".

"O implacável chefe da polícia do distrito de Dehrawood, Shah Muhammad morreu em um ataque armado na cidade de Trinkot, e seus guarda-costas ficaram gravemente feridos", disse no Twitter, um porta-voz da formação insurgente, Qari Yusuf Ahmadi.

Os apoiadores do Talibã comemoraram o assassinato nas redes sociais como uma conquista.

Notícias