PUBLICIDADE
Topo

Salvador prorroga decreto que suspende as atividades por causa da covid-19

ACM Neto, prefeito de Salvador - Max Haack/Secretaria de Comunicação
ACM Neto, prefeito de Salvador Imagem: Max Haack/Secretaria de Comunicação
do UOL

Do UOL, em São Paulo

30/06/2020 12h08Atualizada em 30/06/2020 14h26

O prefeito de Salvador, ACM Neto (Democratas), anunciou a prorrogação por sete dias do decreto que suspende as atividades comerciais não-essenciais na capital baiana, medida que venceria hoje. O plano é que, ao fim deste prazo, se apresente um protocolo para retomada na cidade.

"Estamos prorrogando, por mais 7 dias, os decretos que suspendem as atividades em Salvador. Nesse período, vamos alinhar com o governo do estado protocolos de segurança e chegar num entendimento para executarmos, juntos, um plano de retomada."

"Não tenho dúvida que é o melhor para a cidade, para o estado, para os profissionais, para o cidadão em geral. Até porque regras distintas podem causar confusão, a exemplo do que vem acontecendo em outras capitais do país. Como as convergências (entre os planos) são infinitamente superiores às dúvidas, estamos convencidos de que vamos conseguir construir uma iniciativa comum em benefício do cidadão e das pessoas diretamente afetadas pela pandemia", destacou ACM Neto.

De acordo com o prefeito, o protocolo está em fase de ajuste dos detalhes finais, com uma conciliação dos planos municipal e estadual. O objetivo é estabelecer um só cronograma de ações com o governo baiano.

Os protocolos seguiram dados como velocidade de transmissão do coronavírus, número de casos e de ocupação dos leitos clínicos e de UTI, além da taxa de sepultamentos ocorridos na cidade. "Por exemplo, podemos definir que as atividades comecem a ser retomadas se a taxa de ocupação de leitos for de 75%. Se estiver em 78%, quer dizer que não atingimos a meta e a atividade não poderá ser retomada. Mesma coisa: caso as atividades sejam retomadas e houver um aumento do número de casos, podemos rever as medidas", explicou ACM Neto.

Ontem, a prefeitura já havia anunciado que, em função da pandemia, as aulas das escolas públicas municipais e da rede privada seguem suspensas na capital baiana por pelo menos mais 15 dias.

Salvador tem registro de 1274 mortes, até os dados de ontem, com 32.599 casos confirmados, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde da Bahia.

Notícias