PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Opas diz que países 'devem ter coragem de recuar' para relaxar quarentena

Carissa Etienne, diretora da Opas - Divulgação / Opas
Carissa Etienne, diretora da Opas Imagem: Divulgação / Opas
do UOL

Do UOL, em São Paulo

30/06/2020 14h53

A diretora da Opas (Organização Pan-Americana da Saúde) Carissa Etienne transmitiu hoje uma mensagem severa a líderes governamentais, especialmente àqueles que estão flexibilizando a quarentena em seus países.

"Se você tem vontade de relaxar as medidas preventivas, também deve ter a coragem de recuar se as infecções aumentarem", disse Etienne, hoje, durante entrevista coletiva.

Etienne pediu aos governos que adotem uma "vigilância robusta, expansão da capacidade de testes e rastreamento de contatos" e estejam prontos "para ajustar o curso rapidamente", a depender do curso da pandemia.

A Opas destacou a situação das Américas, que, segundo o órgão, "registrou mais casos de covid-19 do que qualquer outro". Carissa Etienne, no entanto, disse que vários países e territórios do Caribe conseguiram conter completamente a transmissão.

"A complacência é nossa inimiga na luta contra a covid-19", disse ela. "A reabertura não é apenas a suspensão de restrições de viagens e ordens de permanecer em casa. Requer a implementação de um conjunto de medidas de saúde pública para rastrear novos casos e capacidade suficiente para detectar e controlar novos surtos".

Ela também disse que os governos "não devem abandonar o que funciona por fadiga ou pressão política".

Notícias