PUBLICIDADE
Topo

Santo André promove encontro virtual de basquete feminino no domingo

06/06/2020 11h00

A equipe feminina do Santo André/APABA, em parceria com a professora chilena Andrea Bilbao, promove neste domingo (7), a partir das 15h (horário de Brasília), o 1º Encontro Internacional de Basquete Feminino Virtual 2020.  O evento acontecerá online, através do aplicativo "Zoom", e contará com a presença de representantes chilenos, da equipe Universidad Austral, argentinos, do Quimsa, e espanhóis, do Celta Baloncesto e do IDK Euskotren, onde atua a brasileira Érika, da Seleção Brasileira. Além das equipes, a árbitra internacional Andrea Silva também vai participar do encontro.

"A ideia é fazer uma interação entre as jogadoras em cinco ou seis salas dentro do ambiente virtual. Não queremos competir, o propósito é trocar experiências e informações que possam auxiliar no crescimento de todos. A árbitra Andrea Silva vai participar de uma espécie de teste de conhecimentos", esclarece a preparadora física da equipe do Santo André e uma das organizadoras do evento, Luciane Moscaleski.

Segundo Luciane, a ideia do encontro foi proposta pela assistente técnica Adriana Amado. "Por ter passado uma temporada na Argentina, surgiram esses contatos e foi através disso que conseguimos viabilizar essa iniciativa. A técnica Arilza Coraça tem feito todo o trabalho de gestão junto à Secretaria de Esportes da nossa cidade, para que o encontro aconteça", celebra.

Todas as atividades do encontro virtual serão gravadas e disponibilizadas nas redes sociais da equipe para que os interessados possam ter contato com os conteúdos tratados.

Equipe unida mesmo no isolamento social

A Liga de Basquete Feminino desse ano foi paralisada pela pandemia da covid-19 menos de uma semana depois do início dos jogos. Apenas três partidas foram disputadas, ainda na primeira quinzena de março. O Santo André/APABA foi um dos times a entrar em quadra. No dia 8, venceu o Ituano fora de casa por 73 a 71. Depois, tudo parou e não existe uma previsão de retomada das disputas. Só que, mesmo assim, o Santo André seguiu com o grupo de 10 atletas fazendo preparação física e reuniões periódicas. "Nós trabalhamos seis semanas de maneira presencial. Na quinta semana, estreamos vencendo o Ituano. E, depois, a previsão era irmos ao Rio de Janeiro para a segunda partida. Mas veio o isolamento social. Acreditávamos que ficaríamos apenas 15 dias parados, com elas treinando em casa ou em academias. Mas, logo na sequência, tudo fechou. Fizemos questão de manter o grupo focado através de treinos adaptados, orientações sobre o uso das máscaras que salvam vidas e ações como esse encontro virtual", finaliza a preparadora física.

Notícias