PUBLICIDADE
Topo

Witzel diz que hospitais de campanha contra covid-19 no RJ serão entregues

Até decisão, RJ tinha apenas um hospital de campanha em funcionamento, de sete prometidos - Jorge Hely/Framephoto/Estadão Conteúdo
Até decisão, RJ tinha apenas um hospital de campanha em funcionamento, de sete prometidos Imagem: Jorge Hely/Framephoto/Estadão Conteúdo
do UOL

Do UOL, em São Paulo

23/05/2020 19h22

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), anunciou hoje, em comunicado, que "todos os hospitais de campanha para o combate da covid-19 no estado serão entregues".

O anúncio vem três dias após o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro exigir que o estado entregasse, em até 20 dias, todos os leitos livres dos hospitais de campanha para atendimento imediato a pacientes da doença, causada pelo novo coronavírus.

"O governador Wilson Witzel declarou que todos os hospitais de campanha para o combate da covid-19 no estado serão entregues. Em suas redes sociais, ele reafirmou que é preciso garantir o atendimento à população e que há preocupação com a possibilidade de uma segunda onda de contaminação", informou o comunicado divulgado.

No Twitter, Witzel informou hoje ter conversado com o prefeito de Campos dos Goytacazes, Rafael Diniz (Cidadania), a respeito da instalação na cidade.

"Acabei de falar com o prefeito de Campos, Rafael Diniz, e o tranquilizei sobre a entrega do hospital de campanha da cidade. Há muitas dificuldades a serem enfrentadas para que, no menor prazo possível, tudo esteja pronto e operando. Vamos vencer. Seguimos firmes", prometeu.

"Todos os hospitais de campanha serão entregues. Junto com o comitê de especialistas e o secretário de Saúde, Fernando Ferry, ratificamos a preocupação com a segunda onda da doença. Estamos seguros sobre o atendimento às pessoas e garantiremos a retomada da atividade econômica", acrescentou.

Até a decisão do dia 20, o Rio tinha apenas um hospital da campanha - de sete anunciados - funcionando: o do Maracanã, atendendo de forma parcial.

Notícias