PUBLICIDADE
Topo

Extrema-direita protesta na Espanha contra gestão da epidemia pelo governo

23/05/2020 11h38

Milhares de manifestantes do partido de extrema-direita espanhol Vox manifestaram neste sábado (23), em Madri, para denunciar a gestão da crise do coronavírus pelo governo do primeiro-ministro Pedro Sanchez.

Milhares de manifestantes do partido de extrema-direita espanhol Vox manifestaram neste sábado (23), em Madri, para denunciar a gestão da crise do coronavírus pelo governo do primeiro-ministro Pedro Sanchez.

Centenas de carros motos decorados com bandeiras do país transitaram pelas principais avenidas do centro da capital. A maoria dos participantes usava máscaras e pedia em coro a saída de Sanchez. As manifestações foram convocadas pelo partido em cerca de 50 cidades e aconteceram simultaneamente em Barcelona, Sevilha, Málaga, Valência, Bilbao, entre outras.

"O governo foi incapaz de proteger seu povo, os mais velhos e os funcionários dos hospitais", denunciou o dirigente do Vox, Santiago Abascal. Ele acusou o executivo de "encarnar a ameaça pela liberdade da Espanha" e pediu aos espanhóis que continuassem a sair às ruas para exigir sua demissão.

Governo sob pressão

O governo de Pedro Sanchez enfrenta há vários dias diversas manifestações em diversas cidades espanholas. O premiê é acusado de desrespeito às liberdades individuais durante o confinamento e incompetência na gestão da epidemia, que deixou mais de 28 mil mortos na Espanha.

Na quarta-feira (22), os deputados votaram uma prorrogação do estado de alerta no país até o dia 6 de junho, por conta do coronavírus. O governo, que não tem maioria absoluta no Parlamento, julga indispensável a manutenção da medida de exceção para limitar a liberdade de circulação no período de flexibilização do confinamento, organizado em várias fases até o final de junho.

Diversos manifestantes também criticaram o confinamento que continua em vigor em grande parte da Espanha, principalmente em Madri e Barcelona, onde só haverá um relaxamento das medidas a partir desta segunda-feira (25).

Fronteiras abertas em julho para turistas e campeonato de futebol

O campeonato de futebol espanhol será retomado no dia  8 de junho e os turistas estrangeiros poderão voltar ao país a partir de julho, anunciou neste sábado o premiê espanhol. Segundo ele, a pior fase da epidemia passou. "Conseguimos superar a pior onda da epidemia", afirmou, durante uma coletiva de imprensa."

Os turistas podem voltar a planejar suas férias", disse. O turismo representa 12% do PIB da Espanha. "Vamos garantir que os turistas não corram nenhum risco e que também não tragam nenhum risco para nosso país", declarou. "Estamos perto da vitória contra o vírus, mas devemos nos lembrar que ele ainda não desapareceu e temos que mantê-lo à distância", lembrou. "É indispensável não relaxar nas medidas de prevenção", lembrou.

 

Notícias