PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Liberado novo lote da 1ª parcela de R$ 600 para nascidos entre maio e julho

do UOL

Do UOL, em São Paulo

23/05/2020 04h00

Começa neste sábado (23) o pagamento da primeira parcela do auxílio emergencial de R$ 600 (ou R$ 1.200 para mulher chefe de família) para quem nasceu em maio, junho ou julho e teve o cadastro aprovado pela Dataprev na semana passada. Segundo a Caixa, até 29 de maio, 8,3 milhões de pessoas vão receber a primeira parcela. O valor total do lote supera R$ 5,3 bilhões.

O pagamento para esse grupo será feito em etapas, por mês de nascimento, e estará imediatamente disponível para saque. Hoje (23), o dinheiro deve ser depositado para os nascidos nos meses de maio, junho e julho. Quem nasceu entre janeiro e abril já teve o auxílio liberado e segue podendo movimentar a conta ou sacar o dinheiro.

Confira a seguir o calendário completo.

Para atender os beneficiários do auxílio emergencial neste sábado, a caixa terá algumas agências abertas das 8h às 12h. A lista completa das agências está disponível neste link.

Segundo o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, o pagamento foi planejado por mês de nascimento para evitar aglomerações e filas nas agências. A Caixa afirmou que vai

Para a primeira parcela, o dinheiro é depositado na conta indicada durante o cadastro. Quem não tinha conta ou não informou uma recebe em poupança digital aberta automaticamente e que deve ser movimentada pelo aplicativo Caixa Tem (Android ou iOS).

O pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial começou nesta semana, mas só para quem já havia recebido a primeira parcela em abril. O calendário da segunda parcela para quem foi incluído mais tarde no programa ainda não foi divulgado, mas deve começar em junho.

Milhões aguardam análise ou revisão

A Dataprev informou na quarta-feira (20) que 4,4 milhões de pedidos de auxílio emergencial continuavam em análise e outros 4,5 milhões foram encaminhados para reavaliação.

Existem também cadastros que foram indevidamente reprovados por causa de bancos de dados desatualizados. O Ministério da Cidadania afirma que o sistema será atualizado e que todos cidadãos com cadastro aprovado até 2 de julho serão contemplados com três parcelas.

Notícias