PUBLICIDADE
Topo

Assessor de Boris Johnson é suspeito de violar o confinamento

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson - Divulgação/10 Downing Street via Getty Images
O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson Imagem: Divulgação/10 Downing Street via Getty Images

Da AFP, em Londres (Reino Unido)

22/05/2020 23h14

Um dos principais assessores do primeiro-ministro britânico Boris Johnson, Dominic Cummings, violou as regras de confinamento, informou hoje a imprensa local.

Dominic Cummings deixou sua residência em Londres para ficar na casa de seus pais em Durham, no nordeste da Inglaterra, apesar dos sintomas da covid-19, informaram o Daily Mirror e o The Guardian. A oposição pediu uma explicação.

"Não se espera que o povo britânico tenha uma lei para ele e outra para Dominic Cummings", declarou um porta-voz do Partido Trabalhista.

Ed Davey, líder dos Democratas Liberais, afirmou que Cummings "terá que renunciar" se os fatos forem confirmados.

A polícia de Durham confirmou que foram informados em 31 de março que alguém havia chegado de Londres.

Cummings foi visto na casa de seus pais com um menino, que parece ser seu filho, acrescentaram os dois jornais.

Na época, o governo Johnson pedia à população que saísse apenas para atender às necessidades básicas e exigia que as pessoas com sintomas ficassem em casa.

Dominic Cummings foi um membro proeminente da campanha do Brexit.

Notícias