PUBLICIDADE
Topo

França vai prolongar quarentena antes prevista para acabar em 15 de abril

A França é hoje o 4º país com mais casos confirmados de covid-19 no mundo, ficando atrás de EUA, Espanha e Itália - Ludovic Marin/Reuters
A França é hoje o 4º país com mais casos confirmados de covid-19 no mundo, ficando atrás de EUA, Espanha e Itália Imagem: Ludovic Marin/Reuters
do UOL

Do UOL, em São Paulo

08/04/2020 16h20Atualizada em 08/04/2020 16h35

A França decidiu adiar o fim da quarentena, antes previsto para acontecer em 15 de abril. Segundo o Le Monde, o presidente francês, Emmanuel Macron, deve fazer fazer um pronunciamento em rede nacional na próxima segunda-feira (13) para divulgar a nova data e falar sobre outras ações de combate ao novo coronavírus a serem tomadas nas próximas semanas.

O Palais de l'Élysée, equivalente ao Palácio do Planalto brasileiro, não adiantou nenhuma previsão sobre o fim do isolamento. Em nota, o governo francês apenas informou que Macron vai consultar "um grande número de entes públicos e privados, franceses, europeus e internacionais, para discutir assuntos relacionados à covid-19 e preparar as decisões a serem anunciadas" à população.

A França é hoje o quarto país com mais casos confirmados de coronavírus no mundo, ficando atrás de Estados Unidos, Espanha e Itália. Segundo estimativas da Universidade Johns Hopkins, a pandemia já deixou 10.328 mortos no país.

Apoio à OMS

Mais cedo, Macron demonstrou "total apoio" à OMS (Organização Mundial da Saúde) e suas recomendações. Em conversa por telefone com um diretor da entidade, segundo divulgado pela agência Reuters, o francês reforçou sua confiança na instituição e disse se recusar a ver a OMS "trancada numa guerra entre China e EUA".

Coronavírus liga alerta pelo mundo

Notícias