PUBLICIDADE
Topo

Lojas da Apple nos EUA ficarão fechadas até início de maio

Mark Gurman

03/04/2020 07h13

(Bloomberg) -- A Apple disse aos funcionários na quinta-feira que as lojas de varejo nos Estados Unidos permanecerão fechadas e funções que podem ser desempenhadas remotamente permanecerão em vigor até o início de maio devido à pandemia de Covid-19.

Em memorando aos funcionários, a vice-presidente sênior de varejo e pessoas da Apple, Deirdre O'Brien, disse à equipe que a empresa antecipa que "acordos de trabalho flexíveis permanecerão em vigor para todos os escritórios e todas lojas de varejo permanecerão fechadas até o início de maio".

Ela disse que a Apple "continua monitorando diariamente as condições locais de todas unidades" e que a empresa tomará "decisões sobre a reabertura com base em análises minuciosas e criteriosas e diretrizes mais recentes de governos locais e especialistas em saúde pública".

A empresa "trabalha em opções para garantir que os pais tenham apoio e flexibilidade de ajustar seus horários conforme necessário", de acordo com o memorando. O'Brien também acrescentou que a Apple está ciente de que muitos pais têm equilibrado "tarefas escolares com o trabalho" e incentiva funcionários a conversarem com a gerência sobre seus desafios.

O'Brien havia dito anteriormente à equipe que algumas lojas fora dos EUA poderiam reabrir já na primeira quinzena de abril, informou a Bloomberg News. No memorando de quinta-feira, O'Brien também disse que a "equipe executiva da empresa se reúne diariamente e se coordena estreitamente" com outros departamentos.

A gigante de tecnologia com sede em Cupertino, Califórnia, tem cerca de 270 lojas nos EUA que fazem parte das 458 lojas fora da China, Taiwan e Hong Kong que foram fechadas em março para ajudar a conter a propagação do coronavírus.

©2020 Bloomberg L.P.

Notícias