PUBLICIDADE
Topo

Dólar engata alta e supera R$5,28 após dados pessimistas sobre desemprego nos EUA

02/04/2020 14h44

Por Luana Maria Benedito

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar engatou uma alta nesta quinta-feira e chegou a superar 5,28 reais após dados pessimistas sobre o desemprego nos Estados Unidos evidenciarem o forte impacto econômico do coronavírus.

Às 14:40, o dólar avançava 0,24%, a 5,2740 reais na venda, enquanto o principal contrato de dólar futuro subia 0,47%, a 5,2835 reais.

Mais cedo, o dólar à vista havia tocado 5,2234 reais na mínima do dia, queda de 0,72%, mas depois se recuperou para tocar 5,2838 reais na máxima, novo pico histórico.

"Os novos pedidos de auxílio desemprego nos EUA ajudam a manter cautela", disse à Reuters Luciano Rostagno, estrategista-chefe do Banco Mizuho. "O dado veio bem acima do consenso, muito pior do que o esperado. Isso sugere um impacto econômico bem maior do que o imaginado na economia norte-americana."

O número de norte-americanos que apresentaram pedidos de auxílio-desemprego na semana passada atingiu um recorde de 6,65 milhões ante 3,3 milhões em dado não revisado ​​na semana anterior, informou o Departamento do Trabalho dos EUA nesta quinta-feira.

Economistas consultados pela Reuters previam que os pedidos chegariam a 3,5 milhões.

"A divulgação de um número de pedidos tão acima do esperado deverá provocar mais um momento de turbulência e volatilidade no mercado" no curto prazo, disse em nota a Levante Investimentos.

No exterior, divisas arriscadas, como dólar australiano e rand sul-africano, registravam amplas perdas contra a moeda norte-americana na esteira dos dados pessimistas.

No entanto, notícias do setor de energia limitavam as quedas de ativos emergentes e de risco.

"Houve um aumento expressivo nos preços do petróleo, o que está dando algum suporte para a moeda (real)", explicou Rostagno.

Os preços do petróleo saltavam nesta quinta-feira, depois que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que conversou com o príncipe herdeiro saudita Mohammed bin Salman e que espera que sauditas e Rússia reduzam a produção de petróleo em cerca de 10 milhões de barris, com os dois países demonstrando vontade de fechar um acordo.

O dólar interbancário subiu 1,29% na quarta-feira, a 5,2613 reais na venda, nova máxima recorde para fechamento.

Nesta sessão, o Banco Central vendeu todos os 10 mil contratos de swap cambial tradicional com vencimento em outubro de 2020 e janeiro de 2021 ofertados em leilão, para rolagem de contratos já existentes.

(Edição de Camila Moreira)

Notícias