PUBLICIDADE
Topo

Twitter exclui 2 posts de Bolsonaro e cita "conteúdos contra saúde pública"

Tweet excluído de Bolsonaro - Reprodução/Twitter
Tweet excluído de Bolsonaro Imagem: Reprodução/Twitter
do UOL

Beatriz Sanz

Do UOL, em São Paulo

29/03/2020 20h40

Duas publicações do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foram apagadas hoje por "violar as regras do Twitter". A empresa falou que ampliou suas diretrizes "para abranger conteúdos que forem eventualmente contra informações de saúde pública".

Os posts excluídos haviam sido gravados pela equipe de Bolsonaro mostrando visita do presidente a Sobradinho e Taguatinga, no Distrito Federal, contrariando recomendações do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde quanto ao isolamento necessário para barrar a expansão do coronavírus.

Em um dos tweets excluídos, Bolsonaro criticava a imprensa.

Tweets deletados da conta de Bolsonaro mostravam presidente em Sobradinho e Taguatinga - Reprodução/Tweet
Tweets deletados da conta de Bolsonaro mostravam presidente em Sobradinho e Taguatinga
Imagem: Reprodução/Tweet

Mas o Twitter não explicou como exatamente os dois posts excluídos infringiam as regras da empresa. Esta é a primeira vez que a plataforma exclui conteúdos do presidente.

Apesar de excluir dois posts da conta do presidente, o Twitter manteve outro vídeo que mostram Bolsonaro interagindo com pessoas nesta manhã na cidade de Ceilândia. O vídeo que ficou mostra Bolsonaro entrando em um comércio lotado mesmo em situação de quarentena.

A reportagem tenta contato com a assessoria de imprensa do Palácio do Planalto. Suas considerações serão incorporadas a este texto, caso enviadas.

Há seis dias, o Twitter havia apagado posts do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos) e do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, que traziam vídeos fora de contexto do médico Drauzio Varella sobre o coronavírus.

Leia a nota completa do Twitter sobre a exclusão dos posts do presidente da República:

"O Twitter anunciou recentemente em todo o mundo a expansão de suas regras para abranger conteúdos que forem eventualmente contra informações de saúde pública orientadas por fontes oficiais e possam colocar as pessoas em maior risco de transmitir COVID-19. O detalhamento da ampliação da nossa abordagem está disponível neste post em nosso blog."

Notícias