PUBLICIDADE
Topo

Coreia do Sul impõe quarentena obrigatória a todos que chegam no país

29/03/2020 17h46

Por Josh Smith

SEUL (Reuters) - Todas as pessoas que chegam à Coreia do Sul do exterior vão precisar passar duas semanas em quarentena para evitar a propagação do novo coronavírus, disse o primeiro-ministro do país no domingo.

A Coreia do Sul confirmou 105 novos casos de coronavírus no sábado, elevando o total do país para 9.583, informou o Centro de Controle e Prevenção de Doenças da Coreia (KCDC).

Dos novos casos, 41 eram viajantes do exterior, incluindo 40 cidadãos sul-coreanos e um estrangeiro, segundo o KCDC.

O novo isolamento obrigatório para todas os que chegarem de fora entrará em vigor em 1º de abril, disse o primeiro-ministro sul-coreano, Chung Sye-kyun, em uma reunião do governo.

"Com o objetivo de bloquear efetivamente a entrada para fins não importantes, como o turismo, expandiremos a medida obrigatória de quarentena para todos os estrangeiros que chegarem para estadias curtas também", afirmou.

A política também se aplicará a cidadãos sul-coreanos. Se os estrangeiros não tiverem residência no país, serão colocados em quarentena em instalações designadas pelo governo às suas próprias custas, acrescentou Chung.

Atualmente, as pessoas que chegam dos Estados Unidos precisam passar duas semanas em quarentena e as que apresentam sintomas, como febre, precisam ser testadas para o coronavírus. Regras mais rígidas, incluindo teste obrigatório e quarentena, entraram em vigor na quinta-feira para visitantes da Europa com vistos de longo prazo.

Notícias