PUBLICIDADE
Topo

Presidente mexicano endurece postura e pede que pessoas fiquem em casa para conter pandemia

28/03/2020 15h42

CIDADE DO MÉXOC0 (Reuters) - O presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, pediu nesta sexta-feira que as pessoas fiquem em casa para evitar uma “avassaladora” disseminação do coronavírus, tomando sua posição mais forte até o momento contra a pandemia que matou mais de 27.000 pessoas ao redor do mundo e infectou quase 600 mil.

“Precisamos ficar em nossas casas, precisamos manter uma distância saudável”, disse López Obrador em um vídeo de 14 minutos no YouTube, alertando que o sistema de saúde pode não ser capaz de lidar com um surto intenso de casos, embora o México, até agora, tenha registrado menos casos que outros países.

Autoridades sanitárias mexicanas relataram 717 casos de coronavírus, na sexta-feira, de 585 um dia antes. O país registrou 12 mortes pela doença até agora.

“Se não ficarmos dentro de casa, o número de infecções pode disparar, e isso saturaria nossos hospitais”, disse. “Seria avassalador.”

López Obrador também reconheceu que o impacto econômico de um grande surto seria pior no longo prazo se as empresas não enviassem seus funcionários para casa, mudando de tom após avisar anteriormente que o fechamento dos negócios causaria mais danos do que o vírus.

“Eu sei que isso significará custos, mas podemos perder mais. Sem prevenção, a economia pode cair mais”, disse.

O México entrou em recessão ano passado, e sua economia fragilizada foi um dos fatores que levou a popularidade do presidente para baixo de 50% pela primeira vez em uma pesquisa publicada na sexta-feira.

(Reportagem de Daina Beth Solomon)

Notícias