PUBLICIDADE
Topo

Governador de GO promete mais 1.100 leitos para combater coronavírus

Caiado passou quase 30 anos no Congresso Nacional, antes de eleger-se governador de Goiás - Pedro Ladeira/Folhapress
Caiado passou quase 30 anos no Congresso Nacional, antes de eleger-se governador de Goiás
Imagem: Pedro Ladeira/Folhapress
do UOL

Do UOL, em São Paulo

26/03/2020 17h29

Após registrar a primeira morte em decorrência do novo coronavírus, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), prometeu na tarde de hoje o lançamento de pelo menos 1.100 novos leitos em cinco cidades do estado, já nos próximos dias.

"Além do Hospital de Campanha em Goiânia, ao longo dos próximos dias teremos mais outras cinco unidades destinadas ao combate do coronavírus em todo o Estado. Ao todo, somaremos cerca de 1.100 leitos em Goiânia, Luziânia, Itumbiara, Jataí e Porangatu", afirmou Caiado.

O estado de Goiás registrou a primeira morte por coronavírus. A vítima é uma mulher de 66 anos, morava em Luziânia, era hipertensa, tinha diabetes, doença pulmonar obstrutiva crônica e teve dengue recentemente.

Em Goiás, a quarentena segue até 4 de abril, de acordo com decretos baixados por Caiado. Escolas, comércios e até algumas indústrias, excluídas as de alimentação, não têm autorização para funcionar.

"Não medimos esforços para dar assistência adequada no tratamento dos nossos goianos. Lembrando sempre: o isolamento social é fundamental para que haja o achatamento da curva, diminuindo o pico e, consequentemente, menos casos", acrescentou o governador.

Notícias