PUBLICIDADE
Topo

Montadoras estudam fabricar equipamentos hospitalares para tratar covid-19

Rodrigo Paiva/Folhapress
Imagem: Rodrigo Paiva/Folhapress
do UOL

Maurício Dehò

Do UOL, em São Paulo

25/03/2020 11h27

Seguindo uma tendência que vem sendo aplicada por montadoras de automóveis estrangeiras, fábricas brasileiras de automóveis podem ser usadas para produzir equipamentos hospitalares para o combate do novo coronavírus. Segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), um grupo de montadoras e autoridades brasileiras estão em conversa para facilitar a produção de ventiladores e respiradores.

A Anfavea confirmou ao UOL que as conversas estão em fases iniciais, com o intuito de se projetar uma engrenagem que funcione para auxiliar na produção dos equipamentos que auxiliem no tratamento da covid-19.

Caso o plano seja colocado em prática, impressoras 3D serão usadas para produzir as peças de ventiladores e respiradores. Elas seriam repassadas para montagem para as empresas especializadas neste tipo de equipamento.

O Brasil vem acompanhando uma drástica redução na atividade das montadoras. De acordo com a Anfavea. 37 das 65 fábricas do Brasil estão paradas. Mais de cem mil trabalhadores estão em férias coletivas, licenças ou lay-off.

De acordo com o jornal O Globo, Fiat Chrysler, GM, Ford e Mercedes-Benz já demonstraram interesse em fabricar esse tipo de equipamento para combater a crise de saúde.

Ontem, nos Estados Unidos, a Ford Motor disse que está trabalhando com a unidade de saúde da General Electric e com a 3M para acelerar a produção de ventiladores para pacientes e máscaras para profissionais da saúde conforme a pandemia se agrava.

Notícias