PUBLICIDADE
Topo

Trump diz que 'grandes setores' podem sair mais cedo da quarentena nos EUA

Presidente dos EUA, Donald Trump - TOM BRENNER
Presidente dos EUA, Donald Trump Imagem: TOM BRENNER
do UOL

Do UOL, em São Paulo

25/03/2020 19h20

O presidente norte-americano Donald Trump voltou a defender o fim parcial da quarentena nos Estados Unidos para as próximas semanas, mesmo após autoridades de saúde pública alertarem contra a flexibilização das diretrizes para impedir a propagação do coronavírus.

"Mais agressivamente nos comprometemos com o distanciamento social, que é tão importante, e fazemos isso agora. Quanto mais vidas pudermos salvar mais cedo, mais conseguiremos levar as pessoas de volta ao trabalho, de volta à escola e de volta ao normal", disse Trump.

"E há grandes seções do nosso país provavelmente que podem voltar muito antes de outras seções e obviamente estamos analisando isso também ", afirmou ele.

"As pessoas estão perguntando: 'Isso é uma alternativa?' E eu digo: 'Absolutamente'", finalizou.

O número de casos confirmados do novo coronavírus nos Estados Unidos atingiu 60.115, e 827 pessoas morreram, apontou a Universidade Johns Hopkins.

O balanço anterior apontava aproximadamente 600 mortes. Os EUA têm o terceiro maior número de casos confirmados, atrás da China e da Itália, e a taxa de mortalidade nos EUA no momento é de 1,38%, com base nos casos relatados.

Notícias