PUBLICIDADE
Topo

Tropas do Exército vão priorizar patrulhamento de Fortaleza, diz general

Exército e Força Nacional patrulham Fortaleza - JOÃO DIJORGE/PHOTOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Exército e Força Nacional patrulham Fortaleza Imagem: JOÃO DIJORGE/PHOTOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
do UOL

Marcelo Oliveira e Daniel Leite

do UOL, em São Paulo, e colaboração para o UOL, em Juiz de Fora (MG)

22/02/2020 18h09

Resumo da notícia

  • Homens do Exército se apresentam em batalhão para atuar em Fortaleza
  • Presença das tropas permitirá que PM reforce policiamento em outras cidades
  • 2500 homens do Exército foram destacados para reforçar policiamento
  • Estado vive onda de violência em meio a greve de policiais militares

As tropas do Exército que vão atuar na operação de GLO (Garantia da Lei e da Ordem) no Ceará em virtude do motim de parte da Polícia Militar, em greve desde o último dia 18, priorizarão o policiamento de Fortaleza.

O Comando Geral da PM do Ceará terá a liberdade para redistribuir as tropas que não aderiram ao movimento grevista para as cidades do interior, afirma o general de divisão Fernando José Soares da Cunha Mattos, coordenador da GLO.

"O foco da nossa missão é o município de Fortaleza", disse o general. "E a nossa missão é que as pessoas possam ter uma vida dentro da normalidade", disse Cunha Mattos em entrevista coletiva realizada na capital do Ceará logo após as tropas terem se apresentado em um batalhão local.

A presença dos 2500 homens do Exército e dos 150 homens da Força Nacional liberados até o momento permitirão que a PM possa redistribuir as tropas. "Nesse momento, estamos liberando efetivo da PM para atender as necessidades", disse. O Exército está autorizado por decreto presidencial a atuar no Ceará até o próximo dia 28 de fevereiro.

Segundo o general, que antes de assumir a 10ª Região Militar, já atuou em missões no Haiti e em Uganda e Ruanda, pela ONU, a maioria dos soldados destacados para a GLO vem de quartéis do Ceará e do Piauí. As tropas são complementadas por homens do Rio Grande do Norte, Pernambuco e Paraíba. A missão recebe apoio logístico da Força Aérea Brasileira.

Também reforçam o policiamento no Ceará 212 homens da Polícia Rodoviária Federal e a Polícia Federal. Parte desse efetivo teria sido destacado pelo Ministério da Justiça para a cidade de Sobral, onde policiais amotinados atiraram contra o senador Cid Gomes, após o político avançar com uma retroescavadeira sobre um quartel amotinado.

Pai e filha bebê assassinados

No interior, fora da área focal do policiamento que será feito pelo Exército, a polícia do Ceará investiga as mortes de um homem e sua filha, uma bebê de 1 ano e 11 meses, em Beberibe, 78km a sudeste de Fortaleza (CE), no litoral do Estado. Os dois foram assassinados a tiros na madrugada de hoje.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), eles estavam em uma casa que foi invadida no distrito de Sucatinga.

O pai, Francisco Jorge Gomes Xavier, 39 anos, não tinha passagens pela polícia. A criança chamava-se Jorgiane dos Santos Xavier.

A investigação apurou até o momento que suspeitos entraram na residência e efetuaram os disparos. Não há informação de quantos eram. Eles fugiram e estão sendo procurados. A perícia esteve no local.

A SSPDS divulgou um telefone para denúncias anônimas e sigilosas que possam ajudar a esclarecer o crime. O número é (85) 3338-2590.

Notícias