PUBLICIDADE
Topo

Senador Cid Gomes é baleado durante protesto em Sobral

19/02/2020 20h17

Brasília, 19 Fev 2020 (AFP) - O senador Cid Gomes foi baleado nesta quarta-feira (19) durante protesto de policiais na cidade cearense de Sobral, mas não corre risco de morrer, informaram a assessoria de imprensa do seu partido e seu irmão, o ex-governador do Ceará e ex-candidato à Presidência Ciro Gomes.

"Neste momento, o senador passa por estabilização no Hospital do Coração de Sobral e será transferido para a Santa Casa de Misericórdia de Sobral", informou o Partido Democrata Trabalhista (PDT), em um curto comunicado.

Seu irmão, Ciro Gomes informou pelo Twitter que o senador de 56 anos foi "vítima de dois tiros de arma de fogo por parte de policiais militares amotinados e mascarados em Sobral, nossa cidade".

"Até aqui as informações médicas são de que as balas não atingiram órgãos vitais apesar de terem mirado seu peito esquerdo (...) Novos exames estão sendo feitos, mas a palavra aos familiares e amigos é de que Cid não corre risco de morte", tuitou.

Um vídeo publicado pela imprensa mostra o senador, ex-ministro de Educação de Dilma Rousseff (2011-2016), na cabine de uma retroescavadeira tentando furar um piquete de policiais em greve por melhores salários.

Nesse momento, são ouvidos vários disparos. Em outras fotos, ele aparece com a camisa ensanguentada na altura do coração.

Cid Gomes faz parte de um clã muito influente no Ceará. Foi prefeito de Sobral de 1997 a 2005 e governador do estado em 2007 a 2015.

Desde dezembro passado está licenciado do mandato de senador por motivos pessoais.

jm/js/gm/mvv

Notícias