PUBLICIDADE
Topo

Padre diz que "pedofilia não mata ninguém" para frear legalização do aborto

O reverendo Richard Bucci atua na Igreja do Sagrado Coração, no estado de Rhode Island - Reprodução/NBC News
O reverendo Richard Bucci atua na Igreja do Sagrado Coração, no estado de Rhode Island Imagem: Reprodução/NBC News
do UOL

Do UOL, em São Paulo

12/02/2020 18h56

Um padre de Rhode Island, nos Estados Unidos, disse em entrevista à emissora NBC WJAR que considera aborto um pecado pior que a pedofilia porque o abuso sexual de crianças "não mata ninguém".

O reverendo Richard Bucci fez esta afirmação na tentativa de convencer legisladores do estado a barrar leis pela legalização no aborto na região. Anteriormente, ele havia proibido parlamentares que aprovaram a ler de participar de eventos em sua igreja.

"Alguns podem fazer uma comparação entre pedofilia e aborto. Mas a pedofilia não mata ninguém, aborto mata", disse.

O reverendo disse ainda que mais crianças foram mortas pelo aborto do que foram abusadas sexualmente, acrescentando que "o que não quer dizer que o abuso não seja uma coisa horrível".

A Igreja do Sagrado Coração, onde Bucci atua, se recusou a comentar a declaração do religioso à NBC News.

Notícias