PUBLICIDADE
Topo

Governo do Rio estima ganhar ao menos R$11 bilhões com concessão da Cedae

Segundo o governador Wilson Witzel (PSC), valores a serem captados seriam rateados com os municípios - Jorge Hely/Framephoto/Estadão Conteúdo
Segundo o governador Wilson Witzel (PSC), valores a serem captados seriam rateados com os municípios Imagem: Jorge Hely/Framephoto/Estadão Conteúdo

Rodrigo Viga Gaier

12/02/2020 17h58

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), sinalizou hoje que a concessão da Cedae prevista para o segundo semestre pode gerar receita de ao menos R$ 11 bilhões.

A estimativa é divulgada em meio a uma crise histórica da estatal fluminense, que há quase um mês e meio fornece água com cheiro, sabor e cor de terra em algumas localidades. Nesta semana, houve uma troca no comando da empresa.

Segundo Witzel, os valores a serem captados com a concessão das áreas de distribuição de água e tratamento de esgoto serão rateados com os municípios.

O governo usará os recursos da concessão para pagar um empréstimo feito pelo estado junto ao BNP Paribas, de quase R$ 3 bilhões, na gestão do governador Luiz Fernando Pezão (MDB).

Estima-se que, somado aos juros, que o passivo a ser pago totalizará cerca de R$ 4 bilhões. Do restante, 80% devem ficar com o estado e 20% com municípios da área de concessão e com cidades que integram a chamada câmara metropolitana.

"(Serão) pelo menos R$ 11 bilhões nos cofres do estado do Rio de Janeiro e agora, no mês de novembro, vamos dar esse presente ao nosso estado e aos municípios que vão receber parte dessa outorga", disse o governador durante lançamento de um programa para vítimas de catástrofes e situações emergenciais.

O modelo de concessão prevê investimentos de R$ 32 bilhões durante 35 anos para ampliar a cobertura de água e esgoto no Estado. Witzel recebeu prefeitos para apresentação das diretrizes da participação dos municípios na concessão.

"Hoje o Rio de Janeiro consagrou investimentos de R$ 30 bilhões em saneamento e distribuição de água", afirmou ele.

Notícias