PUBLICIDADE
Topo

Paraná descarta caso suspeito de coronavírus

29/01/2020 14h17

Autoridades de saúde afirmam que homem de 29 anos foi diagnosticado com gripe Influenza B. Paciente gerou suspeitas após ter passado pela China e é um dos três casos monitorados pelo Ministério da Saúde em todo o país.A Secretaria da Saúde do estado do Paraná descartou nesta quarta-feira (29/01) que um paciente suspeito de ser portador do mesmo coronavírus que gerou uma epidemia na China estaria infectado pela doença.

Segundo o secretário paranaense da Saúde, Beto Preto, o paciente, internado em isolamento em um hospital da cidade, foi diagnosticado com gripe Influenza B.

A suspeita em torno do homem de 29 anos em Curitiba é um dos três casos monitorados pelo Ministério da Saúde em todo o país.

O paciente, que vive em Fortaleza, estava na capital paranaense a trabalho pouco depois de chegar de uma viagem à China. Ele apresentou quadro de infecção respiratória, motivo pelo qual foi enquadrado nos critérios do Ministério da Saúde para ser considerado suspeito de portar o coronavírus.

Um segundo caso detectado no estado não foi confirmado pelo Ministério da Saúde como suspeito de infecção. Segundo a Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba, uma mulher de 23 anos que teria passado pela China deu entrada em um serviço móvel de urgência e foi encaminhada para um hospital, onde ainda aguarda confirmação do diagnóstico.

Contudo, segundo a secretária da Saúde Márcia Huçulak, a paciente retornou da China em 5 de janeiro, antes do prazo previsto pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para ser considerado como suspeito de contaminação pelo coronavírus chinês.

"Hoje é dia 29, já faz 24 dias, então ela já está descartada", afirmou a secretária ao portal de notícias G1.

As primeiras infecções do vírus, batizado provisoriamente de 2019-nCoV pela OMS, foram detectadas na cidade chinesa de Wuhan no final do ano passado e remontam a um mercado de animais selvagens e peixes, que agora foi fechado. Várias cidades na China estão em isolamento.

O surto da doença é causado por um novo tipo de coronavírus, semelhante ao da Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars), que matou aproximadamente 800 pessoas entre 2002 e 2003 e que também começou na China. Os sintomas são febre e cansaço, acompanhados de tosse seca e, em muitos casos, dificuldades respiratórias.

Além da China, casos de infecção foram detectados também na Coreia do Sul, Taiwan, Tailândia, Nepal, Vietnã, Arábia Saudita, Cingapura, Estados Unidos, França e Austrália. A Alemanha tem quatro casos confirmados na Baviera.

RC/ots

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube
| App | Instagram | Newsletter

Notícias