PUBLICIDADE
Topo

Bolsonaro recupera parte da popularidade perdida

22/01/2020 13h50

Brasília, 22 Jan 2020 (AFP) - O presidente Jair Bolsonaro se recuperou nos últimos meses parte de sua popularidade perdida no início de seu agitado governo, de acordo com uma pesquisa divulgada nesta quarta-feira pelo Instituto MDA da Confederação Nacional dos Transportes (CNT).

O índice de aprovação do presidente , que assumiu o cargo em janeiro de 2019, caiu de 57,5% em fevereiro para 41% em agosto, mas voltou a subir para 47,8% este mês, segundo a pesquisa.

Sua desaprovação, que passou de 28% para 54% entre fevereiro e agosto, foi reduzida para 47%, acrescenta o estudo.

A avaliação do governo também mostra melhorias: as opiniões positivas subiram de 29% em agosto para 35% em janeiro, as negativas caíram de 39% para 31% e os que julgam regular passaram de 29% para 32%.

O primeiro ano do governo Bolsonaro foi marcado por ajustes fiscais em uma economia quase anêmica e por iniciativas controversas no campo da proteção ambiental e nas áreas de segurança, educação e cultura.

Nos três anos restantes, 48,8% dos brasileiros têm expectativas positivas ("excelente" para 14,9% e "boa" para 33,9%).

Aqueles que se preparam para três anos "ruins" ou "ruins" somam 22,5%; e 24,3% esperam que sejam anos com desempenho "regular".

As áreas de governo mais bem avaliadas são o combate à corrupção (30,1%), economia (22%) e segurança (22%), de acordo com uma pesquisa.

No final da lista estão saúde (5,4%), direitos humanos (3,9%), relacionamento com o Congresso (3,2%) e meio ambiente (2,6%).

A pesquisa foi realizada entre 15 e 18 de janeiro com uma amostragem de 2.002 entrevistas e uma margem de erro de 2,2 pontos percentuais.

js/pr/cn

Notícias