PUBLICIDADE
Topo

Presidente da Ucrânia recusa renúncia de premiê após ser criticado em áudio

20.mai.2019 - O presidente eleito da Ucrânia Volodimir Zelenski durante a cerimônia de posse - Vladyslav Musiienko/Ukrainian Governmental Press Service/Reuters
20.mai.2019 - O presidente eleito da Ucrânia Volodimir Zelenski durante a cerimônia de posse Imagem: Vladyslav Musiienko/Ukrainian Governmental Press Service/Reuters

Kiev

17/01/2020 16h16

O presidente da Ucrânia, Vladimir Zelenski, recusou hoje a carta de renúncia apresentada pelo primeiro-ministro do país, Alexei Goncharuk, gravado sem consentimento criticando o chefe de Estado durante uma reunião.

"Decidi dar a ele e ao seu governo uma nova oportunidade se ele solucionar um par de assuntos que hoje são muito importantes e preocupam a sociedade", disse Zelenski em um vídeo divulgado nas redes sociais depois de se reunir com o primeiro-ministro.

Zelenski afirmou que não considera nenhum integrante do atual governo montado por Goncharuk desonesto ou incompetente, mas pediu a mudança de alguns ministros e a preparação de um relatório de ações desenvolvidas até então para ser apresentado à Rada Suprema, o parlamento da Ucrânia.

Sobre o escândalo, Zelenski disse que não passou de um "episódio desagradável", mas pediu uma investigação penal para descobrir quem gravou o premiê. O presidente também quer saber quem participou da conversa na qual foi criticado por Goncharuk.

O primeiro-ministro havia entregado uma carta de renúncia a Zelenski depois da divulgação do áudio no qual critica o presidente da Ucrânia.

"Assumi o posto para aplicar o programa do presidente. Ele é um exemplo de transparência e honradez para mim. No entanto, para eliminar qualquer dúvida sobre meu respeito e confiança no presidente, escrevi uma carta de renúncia e apresentei a ele, com a opção de que fosse enviada ao parlamento", afirmou o premiê nas redes sociais.

Goncharuk alegou que o áudio foi manipulado e que busca criar artificialmente uma polêmica entre ele e o presidente. No texto em que publicou depois de apresentar a carta de renúncia, o primeiro-ministro diz que Zelenski é "um homem no qual os ucranianos depositaram uma confiança sem precedentes".

Na gravação, publicada nesta semana no YouTube, é possível ouvir vozes parecidas às do primeiro-ministro, da subdiretora do Banco Nacional da Ucrânia, Ekaterina Rozhkova, e da ministra de Finanças, Oksana Markarova, que debatem a política econômica do país.

Os três questionam a capacidade de Zelenski, e em dado momento, a voz que se parece com a de Goncharuk afirma que o presidente não sabe nada de economia.

Vários deputados exigiram a renúncia do primeiro-ministro depois da revelação do áudio. Em um primeiro momento, ele se defendeu, tentando se desvincular da gravação, mas hoje decidiu apresentar a renúncia a Zelenski.

Notícias