PUBLICIDADE
Topo

Partidos de direita radical se unem em Israel para eleições

14/01/2020 13h58

Jerusalém, 14 Jan 2020 (AFP) - Dois partidos de direita radical anunciaram nesta terça-feira em Israel ter assinado um acordo de união para as eleições legislativas de 2 de março, um dia após o anúncio de uma aliança entre os dois principais partidos da esquerda israelense.

O partido Nova Direita do ministro de Defesa Naftali Bennett e da ex-ministra de Justiça, Ayelet Shaked, e o partido religioso União Nacional, dirigido pelo atual ministro de Transportes, Betzalel Smotrich, apresentarão uma lista comum, segundo um comunicado do primeiro.

"Esta união de todas as correntes do sionismo religioso e da direita laica garante a formação de um governo de direita sólido", afirmou Shaked neste comunicado.

Os três dirigentes pediram para o ministro da Educação, Rafi Peretz, que lidera o partido Casa Judaica, outro partido da da direita religiosa, a unir-se a eles.

Os partidos políticos israelenses têm até quarta-feira à meia-noite para apresentar suas listas à comissão eleitoral.

O cenário político israelense está em plena ebulição antes das novas legislativas, convocadas após a queda do primeiro-ministro conservador Benjamin Netanyahu e de seu rival de centro, Benny Gantz, para formar um governo de coalizão, após as últimas eleições de setembro.

Para formar esta coalizão, é necessário o apoio de 61 deputados dos 120 do Parlamento.

Na segunda, o Partido Trabalhista israelense e o partido de esquerda Meretz anunciaram sua aliança de olho nas legislativas de 2 de março, para fazer frente a Netanyahu.

mib/hj/me/age/ll/cc

Notícias