PUBLICIDADE
Topo

Menina de 5 anos cai de toboágua de 5 metros e é internada em coma induzido

Toboágua do qual a menina de 5 anos caiu tem 5 metros de altura - Reprodução/Google
Toboágua do qual a menina de 5 anos caiu tem 5 metros de altura Imagem: Reprodução/Google
do UOL

Afonso Ferreira

Do UOL, em São Paulo

14/01/2020 14h37Atualizada em 14/01/2020 18h18

Uma menina de 5 anos caiu de um toboágua de cinco metros de altura em um parque aquático na cidade de Catalão (GO). L.B.T. teve traumatismo craniano e está internada em coma induzido em um hospital de Goiânia, segundo informações do Corpo de Bombeiros.

O caso aconteceu na tarde do último sábado (11). De acordo com capitão Aurélio Martins, a menina caiu de cabeça no chão quando subia as escadas do toboágua. Ela estava no parque aquático com a mãe.

Quando os bombeiros chegaram, a menina estava consciente, mas confusa, apresentava ferimento e inchaço na cabeça e escoriações nos braços e nas pernas.

Foram prestados os primeiros cuidados e ela foi encaminhada a um pronto-socorro municipal, onde ficou até a noite, quando foi transferida para Goiânia.

Bombeiros interditam toboágua

Os bombeiros voltaram ao parque aquático na manhã de hoje para fazerem uma vistoria dos brinquedos. Foram interditados preventivamente dois escorregadores aquáticos, além do toboágua onde houve o acidente. A piscina segue aberta ao público.

As interdições são por tempo indeterminado, até que o parque apresente laudos e documentos que comprovem a segurança dos brinquedos, de acordo com o Capitão Aurélio.

Procurado pelo UOL, o Clube Recreio Colonial, onde o acidente ocorreu, afirmou estar analisando imagens das câmeras de segurança para saber de qual altura a criança caiu. O clube também declarou que os bombeiros não detectaram irregularidades nas estruturas dos brinquedos.

De acordo com o estabelecimento, é o primeiro acidente registrado no brinquedo, que existe desde a década de 1990. Em nota, o presidente Rafael Tristão lamenta e se coloca à disposição para ajudar a família da garota. "O presidente do Clube, Rafael Tristão, e a diretoria lamenta o ocorrido e já entrou em contato com a família da garota se colocando à disposição para ajudar no que for preciso", afirma em nota.

Ouça o podcast Ficha Criminal, com as histórias dos criminosos que marcaram época no Brasil. Este e outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas de áudio.

Notícias