PUBLICIDADE
Topo

Fundação de bilionário brasileiro abre inscrição para bolsas de estudo

06.jul.2019 - O investidor Jorge Paulo Lemann, segundo homem mais rico do Brasil - Divulgação
06.jul.2019 - O investidor Jorge Paulo Lemann, segundo homem mais rico do Brasil Imagem: Divulgação
do UOL

Claudia Varella

Colaboração para o UOL, em São Paulo

14/01/2020 13h17

Resumo da notícia

  • Bolsas são cursos de graduação e pós-graduação no Brasil e no exterior e para intercâmbios acadêmicos
  • Programa custeia de 5% a 95% do curso
  • Foco são estudantes entre 16 e 34 anos de todos os cursos
  • Candidato deve estar em processo de aceitação, matriculado ou cursando o ensino superior
  • Fundação Estudar é do brasileiro Jorge Paulo Lemann, 2º mais rico do país

A Fundação Estudar, do homem mais rico do Brasil, Jorge Paulo Lemann, abriu inscrição hoje (14) para quem quer concorrer a bolsas de estudo de ensino superior pelo programa Líderes Estudar. As bolsas são cursos de graduação e pós-graduação no Brasil e no exterior e para intercâmbios acadêmicos.

O programa já selecionou personalidades como a deputada federal Tabata Amaral (PDT-SP).

Para se inscrever, a taxa é de R$ 75 (graduação e intercâmbio) e R$ 150 (pós-graduação). Quem não pode pagar a taxa por razões financeiras pode solicitar a isenção. A inscrição é online, e o prazo vai até 30 de março.

A lista dos aprovados será divulgada em agosto de 2020.

A bolsa custeia de 5% a 95% do curso —o valor é definido de acordo com o perfil do candidato e a duração e o local do curso. É usada para cobrir o pagamento das mensalidades ou anuidades dos cursos ou despesas como moradia, transporte e alimentação.

Os bolsistas escolhidos precisam assumir o compromisso de, depois de formados, doar à fundação pelo menos o valor da bolsa recebida, para beneficiar outros estudantes. Não há prazo para a devolução —ela vai depender da trajetória profissional de cada um. O ex-bolsista também precisa participar de projetos e atividades da Fundação Estudar, na sua área de atuação.

Quatro categorias de bolsa

O foco do programa são estudantes brasileiros com idade entre 16 e 34 anos, completados até 31 de dezembro de 2020, de todos os cursos. O candidato deve estar em processo de aceitação, matriculado ou cursando o ensino superior em uma das quatro categorias de bolsa:

  • Graduação completa no Brasil
  • Graduação completa no exterior
  • Pós-graduação no exterior
  • Intercâmbio acadêmico de graduação ou duplo diploma no exterior (com assinatura da faculdade brasileira e da internacional, pois parte da graduação foi cursada no Brasil e parte no exterior)

Na edição de 2019 do programa, os cinco cursos mais procurados pelos bolsistas de graduação foram direito, administração, engenharia civil, engenharia de produção e medicina.

Processo seletivo tem sete etapas

São sete etapas seguidas e eliminatórias:

  • Inscrições
  • Testes de perfil e raciocínio lógico
  • Vídeo e questionário
  • Entrevista online
  • Painel com ex-bolsistas (presencial em São Paulo)
  • Entrevista para aprofundamento da trajetória
  • Entrevista final (presencial em São Paulo), com a participação de membros e conselheiros da Fundação Estudar, que hoje inclui os fundadores Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Beto Sicupira.

Fortuna de R$ 104,71 bilhões

A Fundação Estudar foi idealizada por três empresários em 1991, entre eles Lemann, listado como o mais rico do país pelo sétimo ano seguido em 2019, segundo a revista Forbes, com fortuna avaliada em R$ 104,71 bilhões.

Serviço:

Programa Líderes Estudar 2020

Inscrição: http://bit.ly/2L2MnyB

Valor: R$ 75 (graduação e intercâmbio) e R$ 150 (pós-graduação)

Veja mais economia de um jeito fácil de entender: @uoleconomia no Instagram.
Ouça os podcasts Mídia e Marketing, sobre propaganda e criação, e UOL Líderes, com CEOs de empresas.
Mais podcasts do UOL em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas.

Golpe do intercâmbio causa prejuízo para estudantes

Band Notí­cias

Notícias