PUBLICIDADE
Topo

Boris Johnson diz que veganismo é "crime contra amantes de queijo"

O premiê britânico Boris Johnson - PA Media
O premiê britânico Boris Johnson Imagem: PA Media
do UOL

Do UOL, em São Paulo

14/01/2020 08h18

O primeiro ministro britânico Boris Johnson declarou que quer perder peso em 2020, mas aderir ao veganismo não está nos seus planos. O motivo? Queijo.

Em uma entrevista à rede BBC, Boris disse que não vai participar da chamada Veganuary, uma campanha que estimula as pessoas a fazer uma dieta a base de folhas no primeiro mês do ano. Segundo ele, a prática "requer muita concentração".

Johnson disse que tira o "chapéu para os veganos que conseguem lidar com isso, que conseguem evitar todos os produtos não veganos", mas acrescentou que evitar produtos de origem animal é "um crime contra os amantes de queijo".

Em 2019, a companheira de Boris, Carrie Symonds, convenceu o político a entrar numa dieta saudável. Mas, a disciplina desandou durante a campanha para eleição e para o Brexit.

No ano passado, mais de 250.000 pessoas aderiram à Veganuary, segundo o site da campanha.

Notícias