PUBLICIDADE
Topo

Avalanches no Paquistão deixam pelo menos 50 mortos e 20 desaparecidos

14/01/2020 13h30

Islamabad, 14 jan (EFE).- Pelo menos 50 pessoas morreram e outras 20 continuam desaparecidas após uma série de avalanches que atingiu várias aldeias na Caxemira controlada pelo Paquistão, na neve que também causou 18 mortes em outras áreas do país, disseram autoridades nesta terça-feira.

De acordo com o diretor de operações da Autoridade de Gerenciamento de Desastres da Caxemira, Saeed-Ur-Rehman Qureshi, uma série de avalanches atingiu várias aldeias no Vale Neelum ontem à tarde, após vários dias de nevasca.

"Até o momento 50 pessoas morreram", disse Qureshi em entrevista concedida à Agência Efe, acrescentando que as autoridades temem que pelo menos outras 20 pessoas permaneçam sob a neve.

As equipes na região realizam uma operação de resgate envolvendo o Exército do país para procurar os desaparecidos.

Nos últimos dias, pelo menos três outras pessoas morreram na Caxemira paquistanesa por causa de chuva ou neve.

Enquanto na província do Baluchistão, pelo menos 15 pessoas morreram e outras 11 ficaram feridas nos últimos três dias por fortes chuvas e nevascas que destruíram telhados, derrubaram paredes e cortaram estradas, informou a Autoridade Nacional de Gestão de Desastres do Paquistão.

O governo da província declarou ontem o estado de emergência para buscar resolver a situação.

O Departamento de Meteorologia do Paquistão prevê que chuvas e nevascas continuarão nos próximos dias. EFE

Notícias