PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Esse conteúdo é antigo

Presidente do Irã pede que as forças americanas sejam "expulsas da região"

26.set.2013 - Presidente iraniano Hassan Rohani - Keith Bedford/Reuter
26.set.2013 - Presidente iraniano Hassan Rohani Imagem: Keith Bedford/Reuter
do UOL

Do UOL, em São Paulo

08/01/2020 08h41

O presidente do Irã, Hassan Rouhani, disse que a resposta final ao assassinato do general Qassim Suleimani será "expulsar todas as forças americanas da região".

Em sua conta no Twitter, Rouhani disse que Suleimani lutou "heroicamente" contra o Estado Islâmico, a Al-Nusra e a Al Qaeda. "Se não fosse por sua guerra ao terror, capitais europeias estariam em grande perigo agora", escreveu ele.

"Nossa resposta final ao seu assassinato será a expulsão de todas as forças americanas da região", finalizou o presidente iraniano.

Duas bases aéreas que abrigam tropas dos Estados Unidos e da coalizão no Iraque foram atingidas por mísseis na noite de ontem. Militares iraquianos divulgaram um comunicado na qual confirmaram que 22 mísseis foram usados.

De acordo com o comunicado, "um total de 22 mísseis visou as bases da coalizão, com 17 atingindo a base aérea de Al-Asad na província de Anbar, incluindo dois que não detonaram". Outros cinco mísseis atingiram uma base na província de Erbil, no norte do Iraque.

Ataque é tapa na cara dos EUA, diz líder supremo do Irã

O líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, disse hoje que o Irã deu aos Estados Unidos "um tapa na cara na noite passada", se referindo aos ataques.

"O povo do Irã deu uma resposta esmagadora", afirmou Khamenei em discurso televisionado e acompanhado por uma multidão que gritava "Morte à América", segundo reportagem da CNN.

"Ação militar dessa maneira, isso não é suficiente. O que importa é que a presença da América, que é uma fonte de corrupção nesta região, deve chegar ao fim", acrescentou o aiatolá.

Notícias