PUBLICIDADE
Topo

Senado de México ratifica alterações no USMCA

12/12/2019 23h10

México, 13 dez 2019 (AFP) - O Senado mexicano aprovou nesta quinta-feira as modificações introduzidas no novo tratado de livre comércio entre México, Estados Unidos e Canadá, o USMCA, acertadas na terça-feira na Cidade do México.

O protocolo que modifica o USMCA foi aprovado por 107 votos contra um, e torna o México o primeiro país a ratificar plenamente o acordo, a espera de Estados Unidos e Canadá, que devem fazê-lo em 2020.

No debate, os senadores assinalaram que o acordo reativará a economia mexicana e gerará confiança entre os investidores.

Apesar de aprovarem o tratado, alguns legisladores da oposição lamentaram a ausência de um maior debate, enquanto outros advertiram que o livre comércio também acentua as desigualdades.

As modificações foram firmadas na terça-feira pelo representante comercial dos Estados Unidos, Robert Lighthizer, a vice-primeira-ministra canadense, Chrystia Freeland, e o subscretário mexicano para a América do Norte, Jesús Seade, em cerimônia liderada pelo presidente Andrés Manuel López Obrador.

O acordo substitui o Tratado de Livre Comércio da América do Norte (Nafta), vigente desde 1994 e que foi fortemente criticado pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

O USMCA foi selado em novembro de 2018, mas até o momento somente foi confirmado pelo Senado mexicano, condição suficiente no caso desse país. O Canadá já sinalizou que aprovará acordo assim que os Estados Unidos o fizerem.

A ratificação nos Estados Unidos só deve acontecer em 2020, já que o Senado abordará o tema apenas após o desfecho do processo de impeachment contra Trump.

O Canadá se comprometeu a iniciar o processo de ratificação em paralelo aos EUA.

Notícias