PUBLICIDADE
Topo

CIDH fecha acordo com Bolívia para investigar violência

12/12/2019 18h53

Washington, 12 dez 2019 (AFP) - A Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) anunciou nesta quinta-feira que chegou a um acordo com o governo interino da Bolívia para instalar um grupo independente de especialistas para investigar a violência durante a crise política que surgiu após as últimas eleições e que deixou 36 mortos.

Após as eleições de 20 de outubro, nas quais o ex-presidente Evo Morales buscava um quarto mandato, a oposição denunciou uma "fraude" na apuração, dando início a uma série de protestos de rua.

Em meio às manifestações, Morales renunciou à presidência em 10 de novembro.

A CIDH informou que, no contexto dos protestos, foram registradas 36 mortes no país até 27 de novembro.

an/lda/lca

Notícias