PUBLICIDADE
Topo

"Me deixei levar pelo momento", diz corredor que assediou repórter ao vivo

O corredor Tommy Callaway, acusado de assediar um repórter ao vivo com um tapa no bumbum - Reprodução/YouTube
O corredor Tommy Callaway, acusado de assediar um repórter ao vivo com um tapa no bumbum Imagem: Reprodução/YouTube
do UOL

Do UOL, em São Paulo

11/12/2019 17h45

O corredor Tommy Callaway, que assediou uma repórter ao vivo no último fim de semana, justificou sua atitude como uma "falha de julgamento" e disse ter sido "levado pelo momento" quando encostou em Alex Bozarjian. As declarações foram feitas em entrevista ao programa Inside Edition.

"Me deixei levar pelo momento. Estava me preparando para levantar as mãos e acenar para a câmera, para o público. Houve uma falha de julgamento naquele momento e eu encostei na parte de trás dela. Não sei exatamente onde encostei", disse.

Callaway não pediu desculpas.

Questionado sobre o tuíte de Bozarjian, que disse ter se sentido "violada, objetificada e envergonhada" depois do assédio, o corredor se limitou a dizer que concorda com a repórter. "Concordo 100% com o que ela disse, e as palavras mais importantes foram as duas últimas: 'Do better' ['melhore']. E essa é a minha intenção."

Callaway ainda afirmou que teria agido de forma diferente se tivesse olhado para trás e visto a expressão chocada de Bozarjian. "Não vi sua expressão porque continuei correndo. Se tivesse visto, teria me sentido envergonhado, parado e voltado para pedir desculpas a ela."

Segundo um registro policial obtido pelo HuffPost, Callaway ligou para a delegacia e se dispôs a se desculpar com Bozarjian pessoalmente. A repórter contou à polícia que as mensagens de Callaway foram entregues a ela, que não quis entrar em contato com o corredor.

Ontem, em entrevista ao The Morning, da CBS, Bozarjian disse que estava relutante em aceitar as explicações de Callaway. "Ele tirou meu poder e ainda estou tentando tomar isso de volta", justificou.

Notícias