PUBLICIDADE
Topo

Avião militar de resgate dos EUA auxiliará buscas por aeronave chilena

Avião Hércules C130 da Força Aérea do Chile, do mesmo modelo que sofreu acidente durante voo para Antártida, em foto de arquivo - Ivan Alvarado
Avião Hércules C130 da Força Aérea do Chile, do mesmo modelo que sofreu acidente durante voo para Antártida, em foto de arquivo Imagem: Ivan Alvarado

11/12/2019 17h35

O Comando Sul dos Estados Unidos anunciou hoje o envio de um avião de resgate para Punta Arenas, no Chile, onde será utilizado nas buscas de uma aeronave da Força Aérea do país sul-americano que desapareceu faz dois dias quando se dirigia à Antártida, com 38 pessoas a bordo.

A base americana, localizada na Flórida, explicou que o avião marítimo multimissão P-8A Poseidon chegará ao território chileno nesta quinta-feira, a partir de pedido das autoridades locais, que comandam os trabalhos para localizar o aparelho.

"Nossos pensamentos e orações estão com as pessoas do Chile e com as famílias dos desaparecidos", afirmou Craig Faller, comandante do Comando Sul dos Estados Unidos.

O avião que está sendo buscado levantou voo nesta segunda-feira às 16h55 (local e de Brasília), da Base Aérea Chabunco de Punta Arenas, no sul do Chile, e tinha como local de pouso a Base Eduardo Frei Montalva, aonde chegaria às 19h17, de acordo com a previsão.

O contato por rádio foi perdido às 18h13, quando a aeronave estava a 700 quilômetros de Punta Arenas e a 500 quilômetros da Antártida. A carga de combustível garantia autonomia para voar até às 0h40 desta terça-feira, que foi o horário em que foi considerado oficialmente como "acidentado".

Em 2017, o Comando do Sul já havia atuado na América do Sul, com os aviões de patrulha P-8A Poseidon, na tentativa de localizar o submarino da Marinha da Argentina A.R.A San Juan, que desapareceu nas águas do Atlântico sul, com 44 tripulantes a bordo. EFE

Notícias