Topo

Trump avisa que acordo comercial com a China pode sair após eleições de 2020

03/12/2019 13h26

Londres, 3 dez (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta terça-feira, em Londres, não ter pressa para fechar um acordo comercial com a China e admitiu que esse pacto pode esperar as eleições presidenciais americanas, em 2020.

"De alguma forma, é melhor esperar até depois das eleições para o acordo com a China. Mas eles querem fazer o acordo agora", disse Trump à jornalistas, durante a cúpula da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), que será realizada até amanhã em Londres.

O presidente destacou que os EUA estão indo "muito bem" nesta guerra comercial com a China, uma crise que reduziu as perspectivas de crescimento econômico global.

Trump acusou a China de enganar os Estados Unidos por muitos anos e que a atual guerra comercial, segundo ele, está prejudicando mais o país asiático do que os americanos.

Nas últimas semanas, Washington não foi muito claro sobre o progresso de um acordo comercial entre os dois países. No entanto, Pequim mostra otimismo e diz estar perto de assinar a primeira parte desse documento.

Trump referiu-se à China depois de mostrar sua insatisfação com a imposição de novos impostos sobre empresas do setor de tecnologia dos EUA.

"Não permitirei que ninguém se aproveite das empresas americanas. Se alguém for tirar vantagem das empresas americanas, seremos nós", completou o mandatário. EFE

Notícias