Topo

Moscou e Kiev renovam contrato de trânsito de petróleo

03/12/2019 14h01

Moscou, 3 dez 2019 (AFP) - Moscou e Kiev renovaram por dez anos seu contrato para o trânsito de petróleo russo para a Europa através da Ucrânia, perturbado em 2019 por um grande incidente de petróleo contaminado - anunciou a empresa ucraniana de transporte deste combustível.

A Uktransnafta informou no Facebook que assinou um contrato de dez anos com sua contraparte russa Transneft, válido a partir de 1º de janeiro de 2020.

"Os princípios básicos da cooperação (...) permanecem inalterados", disse o operador ucraniano.

Sem fornecer mais detalhes, Uktransnafta apontou, no entanto, que foi assinado um acordo "adicional" que "garante a operação segura e sustentável do sistema de transporte de petróleo na Ucrânia (...) para os países europeus e constitui uma fonte de renda estável a longo prazo" para o grupo.

Contactada pela AFP, a Transneft confirmou a assinatura.

De acordo com analistas da S&P Global Platts, o trânsito de petróleo russo pela Ucrânia para a Europa em 2018 foi de 13,3 milhões de megatoneladas, contra 13,9 em 2017 - uma queda de 4,3%.

Entre janeiro e setembro de 2019, esse volume diminuiu 5,1%, devido, em parte, a um incidente de petróleo russo contaminado que transitava pelo importante oleoduto "Droujba" para vários países europeus.

Esse incidente causou uma interrupção do trânsito para a Europa por esse oleoduto, no período de 25 de abril a 11 de maio, assim como de 17 a 21 de maio.

bur-apo/tbm/cj/mab/mb/mr/tt

Notícias