Topo

Doria elogia política liberal no Chile e destaca desenvolvimento do país

03/12/2019 19h32

(Corrige quarto parágrafo)

São Paulo, 3 dez (EFE).- O governador de São Paulo, João Doria, elogiou nesta terça-feira as políticas liberais adotadas no Chile e defendeu o presidente do país, Sebastián Piñera, que vem sendo alvo de protestos intensos nas últimas semanas, o que provocou, inclusive, o anúncio da elaboração de uma nova Constituição.

"As manifestações foram muito intensas, as razões vocês já sabem, mas eu entendo que no caso específico do continente, os países que adotaram políticas liberais, pró-mercado, de desenvolvimento com respeito à liberdade, à democracia, ao capital privado, marcos jurídicos claros, foram que apresentaram o melhor desenvolvimento de forma geral", afirmou.

"O Chile teve um desenvolvimento econômico, seu Produto Interno Bruto (PIB) cresceu, sua qualidade de vida, de educação, de ciência e inovação também apresentou forte desenvolvimento nos últimos anos. É um país tido como exemplar no continente", completou Doria, que concedeu entrevista coletiva a jornalistas estrangeiros.

O secretário de Fazenda e Planejamento do Estado de São Paulo, Henrique Meirelles - que foi ministro da Fazenda do governo de Michel Temer, entre 2016 e 2018, e foi presidente do Banco Central entre 2003 e 2010 -, também participou do ato e descartou a chance do país ser palco de protestos como os que acontecem no Chile.

"O Brasil já teve um governo de esquerda, muito pronunciado recentemente, que levou o Brasil para a maior recessão da sua história, em 2015 e 2016, e isso está na memória da população. Inclusive, as últimas manifestações populares do Brasil, de 2013, foram exatamente contra esse governo", garantiu. EFE

Notícias