Topo

Barril do Texas fecha em alta de 0,3%

03/12/2019 18h11

Nova York, 3 dez (EFE).- O barril do Petróleo Intermediário do Texas (WTI) fechou nesta terça-feira em alta de 0,3%, cotado a US$ 56,10 o barril, em pregão marcado pelos comentários do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre o acordo comercial com a China e as perspectivas da Opep de mais cortes na produção.

Ao final das operações da Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos futuros do WTI para entrega em janeiro subiram US$ 0,14 em relação ao valor do fechamento de segunda-feira.

Os preços voltaram a ser influenciados pela guerra comercial com a China e pelos indícios apontam que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e seus aliados podem decidir aumentar os cortes de produção na reunião da próxima sexta-feira, em Viena.

A Opep e seus países aliados pretendem discutir durante a reunião um plano para aumentar o corte de 1,2 milhão de barris por dia em mais 400 mil e estender o pacto até junho, segundo fontes consultadas pela "CNBC".

Embora o preço tenha aumentado no início devido às previsões da Opep, os comentários de Trump sobre um possível atraso na assinatura do acordo comercial com a China provocou uma leve queda no barril do Texas, que fechou no positivo.

Analistas têm indicado que as contínuas preocupações sobre a intensificação da guerra comercial e as novas tarifas dos EUA continuam a afetar os preços do mercado.

Neste contexto, os contratos de futuros de gasolina com vencimento em janeiro caíram US$ 0,03, para US$ 1,56 o galão, e os de gás natural com vencimento no mesmo mês se valorizaram US$ 0,12, para US$ 2,44 por cada mil pés cúbicos. EFE

Notícias