Topo

Em 2019, Procon registra aumento de 45% em atendimentos sobre Black Friday

Burger King é campeã de reclamações na Black Friday - Reprodução
Burger King é campeã de reclamações na Black Friday Imagem: Reprodução
do UOL

Do UOL, em São Paulo

02/12/2019 15h38Atualizada em 03/12/2019 11h56

O Procon de São Paulo afirmou que realizou até hoje cerca de 742 atendimentos referentes à Black Friday, sendo que 478 foram reclamações e as outras 264 foram consultas e orientações.

O órgão registrou um aumento de 45% nos atendimentos em relação ao ano passado.

Neste ano, os clientes puderam entrar em contato com o Procon pelo aplicativo e também pelo Instagram. Segundo o Procon, 151 pessoas buscaram esses meios, o que pode ter influenciado no aumento de atendimentos.

As redes de fast food, Burguer King e Mcdonald's são os campeões de reclamações com 77 e 73 demandas, respectivamente.

As principais notificações aconteceram por conta da promoção em parceria com o Mercado Pago, já que o sistema estava fora do ar em muitas lojas.

O McDonald's ainda recebeu uma segunda notificação pela inoperância do próprio aplicativo, que também seria meio de acesso para ofertas exclusivas.
As empresas responderão a processo administrativo e, se consideradas culpadas, podem pagar uma multa.

Em nota, o McDonald's afirmou que lamenta o ocorrido.

"Preparamos a Méqui Friday usando o nosso app e também algumas ofertas em parceria com o Mercado Pago. Essas últimas, devido à instabilidade inesperada do sistema, gerada pela grande demanda, ficaram indisponíveis em alguns restaurantes. Lamentamos o ocorrido com nossos clientes e reforçamos que estamos colocando todos os nossos esforços junto ao parceiro para mitigar o impacto na experiência do consumidor."

O Mercado Pago afirmou, em nota, que "registrou uma instabilidade de sistema no final da manhã e início da tarde de sexta-feira (29/11), em razão de um problema na integração com os sistemas de PDVs, mas esclarece que honrou com as promoções comunicadas para a Black Friday até o fim do dia. Essa decisão foi tomada em conjunto com as redes parceiras, dada a grande demanda pelo aplicativo e alta procura pelas ofertas da Black Friday nas lojas".

"As transações com as redes parceiras seguiram funcionando normalmente no final de semana, e os clientes puderam usufruir das promoções anunciadas com vigência até sábado (30/11), além de todas as ofertas com desconto disponíveis no aplicativo do Mercado Pago. O compromisso do Mercado Pago de honrar as ofertas em conjunto com os parceiros reforça nosso empenho em oferecer a melhor experiência de compra para os consumidores", informou a empresa.

Notícias