Topo

Dow Jones fecha em baixa de 0,95%

02/12/2019 20h00

Nova York, 2 dez (EFE).- Wall Street teve uma segunda-feira com quedas em seus três indicadores, devido à preocupação dos investidores com os últimos dados sobre a atividade manufatureira nos Estados Unidos e com o agravamento da guerra comercial com a China.

O Dow Jones Industrial caiu 0,95%, para 27.783,79 pontos, o S&P 500 recuou 0,86%, para 3.113,87, e o Nasdaq Composite fechou em baixa de 1,12%, aos 8.567,99 pontos.

Os investidores reagiram negativamente aos dados divulgados pelo Instituto para Gestão da Oferta (ISM), que relatou que a atividade de fabricação continuou a cair no mês passado, com o índice PMI ficando em 48,1, abaixo das expectativas.

No plano comercial, também houve surpresa com o restabelecimento das tarifas sobre aço e alumínio de Brasil e Argentina, conforme anunciado pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que alegou que os dois países desvalorizaram artificialmente suas moedas.

Além disso, a primeira fase do acordo comercial entre Washington e Pequim, que os mercados aguardam ansiosamente, ainda não parece perto de se concretizar, o que aumenta o risco de o governo americano oficializar uma sobretaxa a importações chinesas prevista para 15 de dezembro e que está em pausa durante as negociações.

No Dow Jones, as quedas mais acentuadas foram das ações de Boeing (-3%), American Express (-2,38%), United Technologies (-2,26%), Goldman Sachs (-1,68%) e Visa (-1,47%). As principais altas foram dos papéis de Coca-Cola (0,66%), Procter & Gamble (0,54%) e Exxon Mobil (0,43%).

No horário do fechamento da bolsa, a onça do ouro caía para US$ 1.468,60, e o rendimento dos treasuries com vencimento em 10 anos subia para 1,82%. EFE

Notícias