Topo

Barco movido a energia solar viaja 3 mil km e gera mistério durante 3 anos

Barco feito de madeira e com painéis solares viajou 3 mil km do Canadá à Irlanda - Divulgação/Ballyglass Coast Guard Unit
Barco feito de madeira e com painéis solares viajou 3 mil km do Canadá à Irlanda Imagem: Divulgação/Ballyglass Coast Guard Unit
do UOL

Do UOL, em São Paulo

02/12/2019 12h01

Há três anos, um barco misterioso chegou à costa da Irlanda. Quando oficiais verificaram a embarcação, notaram que ela era movida a energia solar e não havia alguém pilotando. Uma mensagem escrita dava pistas de que a origem era o Canadá, mas, até recentemente, o caso era uma incógnita.

O mistério foi resolvido na semana passada, quando um jornalista conseguiu localizar o dono do barco. Rick Small, hoje com 62 anos, é um fã da energia solar. Desde pequeno, ele contou à CTV News, brincava com vidros e a reflexão solar.

Ele construiu a embarcação em 2016 com a intenção de viajar do Ártico ao Canadá durante o verão para expor o desaparecimento das geleiras como consequência das mudanças climáticas. Sem conseguir garantir que o motor sobreviveria à viagem, ele soltou o barco livremente na costa de Terra Nova - onde mora, no Canadá - sem saber qual seria seu destino.

A embarcação viajou mais de 3 mil Km até uma praia da Irlanda. Um morador local viu o misterioso transporte e ligou para as autoridades. "Recebemos uma ligação de alguém para dizer que uma embarcação do tipo caravana havia sido levada para terra no lado oeste da península de Mullet, perto da praia de Drum", disse Michael Hurst, oficial encarregado da Unidade da Guarda Costeira de Ballyglass, à rede americana CNN.

Os oficiais checaram a embarcação, constataram que era movida a energia solar devido a seus painéis e encontram uma mensagem escrita na parede: "Eu, Rick Small, doo essa estrutura a um jovem sem-teto. Para dar-lhes uma vida melhor que os habitantes da Terra Nova optaram por não fazer! Sem aluguel, sem hipoteca", dizia.

Hurst postou a história em seu Facebook e atraiu a atenção da imprensa. Porém, Rick Small nunca foi localizado e o caso permaneceu um mistério. Até a última quinta-feira, quando um jornalista lhe enviou uma mensagem dizendo ter resolvido o caso.

Adam Sawatsky localizou e entrevistou Small. O canadense contou ter uma enorme paixão pelo poder do sol e falou com orgulho sobre suas bicicletas movidas a energia solar, as quais chamou de Solarized-It. Ele também utiliza a energia do sol para cozinhar suas refeições, utilizar aparelhos eletrônicos e já andou até 400 Km com suas bicicletas.

Rick Small, o criador do barco, em entrevista à CTV News - Reprodução/CTV News
Rick Small, o criador do barco, em entrevista à CTV News
Imagem: Reprodução/CTV News

Em uma de suas viagens na Solarized-It, ele andou por 100 dias até Victoria a St. John's, quando teve a ideia de construir o barco. [Eu ia] da Terra Nova, ao redor do Ártico, até aqui no verão", diz Small à CTV News. "Para mostrar que o gelo está desaparecendo."

Mas disse que não sabia se ia conseguir fazer a viagem, então deixou o barco. Ele ficou surpreso quando soube o quanto sua obra viajou. "Não afundou", disse com orgulho. "Eu devo ter feito um bom trabalho, não é?".

Ele contou que ainda pretende fazer outro barco para viajar ao Ártico, mas que primeiro quer fabricar mais Solarized-It. O primeiro navio foi reformado pela guarda costeira da Irlanda e a comunidade local, e doado a um jardim de Binghamstown.

Notícias