Topo

Lava Jato mira Horacio Cartes, ex-presidente do Paraguai

19/11/2019 09h43

SÃO PAULO, 19 NOV (ANSA) - O ex-presidente do Paraguai Horacio Cartes é alvo de um mandado de prisão expedido no âmbito da Operação Lava Jato do Rio de Janeiro. Membros do Ministério Público Federal (MPF) e da Polícia Federal (PF) deflagraram nesta terça-feira (18) uma operação que tem como alvo Cartes e foi batizada de "Patrón". O ex-mandatário é suspeito de ter ocultado seu patrimônio através do doleiro brasileiro Dario Messer, além de tê-lo ajudado a fugir da justiça.   


Preso no último mês de julho, na Operação "Câmbio, Desligo", Messer é conhecido como "o doleiro dos doleiros" e ficou 14 meses foragido.   


O juiz Marcelo Bretas, da 7ª vara Criminal do Rio, expediu 16 mandados de prisão preventiva, 3 de prisão temporária e 18 de busca e apreensão, os quais estão sendo executados no Rio de Janeiro, São Paulo, Búzios, Ponta Porã e na fronteira com o Paraguai. Horacio Cartes foi presidente do Paraguai entre os anos de 2013 e 2018, pelo Partido Colorado, eleito com 45,83% dos votos.   


Empresário e considerado um dos homens mais ricos do país, atualmente ele detém o posto de senador vitalício. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Notícias