Topo

Policiais e estudantes se enfrentam durante protesto na Venezuela

Policiais e estudantes se enfrentam durante protesto na Venezuela - Leonardo Fernandez Viloria/Getty Images
Policiais e estudantes se enfrentam durante protesto na Venezuela Imagem: Leonardo Fernandez Viloria/Getty Images

em Caracas (Venezuela)

14/11/2019 18h54

Membros da Polícia Nacional Bolivariana (PNB) e da Guarda Nacional Bolivariana (GNB) usaram gases de pimenta e lacrimogêneo para impedir nesta quinta-feira um protesto pacífico de estudantes universitários em Caracas, o que provocou confrontos nas imediações da Universidade Central da Venezuela (UCV).

Dezenas de jovens fizeram uma passeata que, nos primeiros minutos contou, chegou a contar até com a presença do chefe do Parlamento e autoproclamado presidente interino do país, Juan Guaidó. Eles caminhavam pela região central da capital venezuelana com flores brancas nas mãos, até que chegaram a um bloqueio montado por policiais em uma avenida.

Foi então que os manifestantes tentaram convencer os agentes das duas corporações para que lhes deixassem seguir caminho, mas foram dissuadidos com gás de pimenta.

Os estudantes então começaram a gritar palavras de ordem contra o governo de Nicolás Maduro e tentaram furar o bloqueio policial à força, mas foram repelidos com bombas de gás lacrimogêneo. Alguns dos participantes do protesto passaram a jogar pedras nos agentes, que respondiam com mais bombas de gás.

Guaidó participou do começo do ato para convencer os estudantes a participarem de uma grande manifestação contra o governo prevista para o sábado.

Notícias