Topo

Cade aprova compra da Red Hat por IBM, mas segue avaliando se empresas 'queimaram a largada'

13/11/2019 17h05

SÃO PAULO (Reuters) - O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou nesta quarta-feira, sem restrições, a compra da produtora de software Red Hat pela IBM, mas segue avaliando se as empresas concluíram a transação antes do aval final concedido pelo órgão de proteção da concorrência.

Em julho, o Cade abriu um processo para avaliar se a IBM e Red Hat incorreram na prática de "gun jumping", quando uma operação é concluída sem autorização prévia pelo órgão.

Segundo o Cade, a questão "está sendo analisada em procedimento específico e será discutida pelo tribunal da autarquia oportunamente". O órgão não citou prazos. Se decidir que as empresas incorreram em gun jumping, o Cade poderá aplicar multas entre 60 mil e 60 milhões de reais.

A IBM anunciou a compra da Red Hat por 34 bilhões de dólares no final do ano passado e a operação foi notificada ao Cade em abril. No final de junho, o órgão emitiu parecer pela aprovação da operação, sem restrições, mas não oficializou a decisão.

A IBM alegou que a diretoria do Cade estava incompleta e que esperar pela recomposição do colegiado poderia causar prejuízos para a conclusão do negócio. Por isso, decidiu estabelecer uma gestão separada para a Red Hat até que o caso fosse finalmente chancelado pelo regulador.

(Por Alberto Alerigi Jr.)

Notícias