Topo

Wall Street fecha semana com triplo recorde

08/11/2019 21h04

Nova York, 8 nov (EFE).- Os três índices de Wall Street fecharam nesta sexta-feira com altas e novos recordes, sendo que uma dessas referências, o S&P 500, completou cinco semanas consecutivas de valorização, em um momento de otimismo entre os investidores com a possibilidade de um acordo comercial preliminar entre China e Estados Unidos.

O Dow Jones Industrial, principal indicador da Bolsa de Nova York, subiu 0,02% e renovou pelo segundo dia consecutivo sua melhor marca, que agora é de 27.681,24. O seletivo S&P 500 avançou 0,26%, para 3.093,08, e o terceiro recorde foi do Nasdaq Composite, que teve ganho de 0,48% hoje e fechou aos 8.475,31 pontos.

A atenção dos investidores estava voltada em maior parte nesta sexta à guerra comercial entre as duas maiores potências econômicas do planeta. Um porta-voz do Ministério do Comércio chinês disse ontem que EUA e China decidiram cancelar as mútuas cobranças de tarifas dos últimos meses por fases. E um funcionário do governo americano también declarou que as partes concordaram em reverter as cobranças de taxas por etapas, segundo a rede de televisão "CNBC".

Porém, o presidente dos EUA, Donald Trump, jogou um balde de água fria sobre o recente otimismo ao dizer, na manhã de hoje, que não concordou em voltar atrás nas tarifas recentes. Diversas ações caíram para o menor patamar do dia naquele momento, mas depois se recuperaram.

Um fator que contribuiu para a recuperação foi o fato de Jean-Claude Juncker, presidente da Comissão Europeia, afirmar que não acredita que Trump vai aplicar tarifas à importação de automóveis e peças da União Europeia (UE) na próxima semana. O presidente americano tem até o próximo dia 13 para decidir se fará ou não essa cobrança, que ele já tinha adiado em maio por seis meses.

No Dow Jones, as maiores altas do dia foram das ações de Disney (3,76%), Johnson & Johnson (1,19%), Microsoft (1,18%) e Walgreens Boots (0,97%). As piores quedas foram dos papéis de Verizon (-1,95%), Exxon Mobil (-1,9%), Boeing (-1,77%) e 3M (-0,79%).

No horário de fechamento da bolsa, a onça do ouro caía para US$ 1.459,60, e o rendimento dos treasusies com vencimento em 10 anos subia para 1,943%. EFE

Notícias