Topo

Irã derruba drone 'não identificado' perto da costa do Golfo

08/11/2019 15h40

Teerã, 8 Nov 2019 (AFP) - O Exército iraniano derrubou nesta sexta-feira (8) um drone "não identificado" na região de Bandar-é Mahchahr, um porto do sudoeste do Irã, na costa do Golfo - informou a agência de notícias iraniana Isna.

A agência da televisão estatal Irinews divulgou um vídeo curto, apresentado como sendo a interceptação deste aparelho sem piloto, por parte de uma bateria de mísseis iraniano.

De seis segundos de duração, a sequência mostra a trajetória luminosa de um foguete antes de uma explosão a baixa altitude.

A defesa antiaérea agiu "em reação à violação do nosso espaço aéreo por um drone infiltrado", indicou a Iribnews, citando o comandante em chefe da defesa antiaérea, general de brigada Aliréza Sabahi Fard.

"O drone foi abatido antes de alcançar lugares sensíveis, graças à grande vigilância do nosso sistema unificado de defesa antiaérea", afirmou este oficial.

Uma das primeiras a publicar a informação, a agência Tasnim não excluiu que o equipamento derrubado possa ser um modelo iraniano atingido durante um exercício noturno destinado a testar sistemas de mísseis.

"A defesa antiaérea foi ativada e destruiu esse dispositivo que sobrevoou Bandar-é Mahchahr", relatou a Isna, por sua vez, sem dar mais detalhes.

O aparelho foi derrubado com a ajuda de um sistema de mísseis Mersad, quando sobrevoava o território iraniano, confirmou a agência Tasnim, ligada aos ultraconservadores.

A Tasnim cita o governador do Khuzistão, Gholamreza Chariati, e acrescenta que os restos do aparelho, caídos em uma zona de pântanos, foram "encontrados pelas Forças Armadas" e estavam sendo investigados.

Segundo a Irna, a agência oficial iraniana, o governador considerou que o "drone desconhecido" pertencia, "sem dúvida alguma, a um país estrangeiro".

O comando central do Exército dos Estados Unidos (Centcom) afirmou no Twitter que "as supostas informações de que um drone americano foi abatido são falsas", sem indicar de onde vinham essas versões.

- Tensão crescenteEm 20 de junho, o Irã abateu um aparelho americano na área do Estreito de Ormuz, que Teerã disse ter "violado o espaço aéreo iraniano".

Washington reconheceu que havia perdido um drone, mas afirmou que o dispositivo estava no espaço aéreo internacional.

A tensão entre Estados Unidos e Irã está aumentando nos últimos meses, em meio à escalada militar no Golfo e em função do programa nuclear iraniano.

Na quinta-feira (8), Washington, que em 2018 abandonou unilateralmente o acordo internacional sobre o programa nuclear iraniano, pediu à comunidade internacional que tome medidas firmes para pressionar Teerã, após sua decisão de retomar o enriquecimento de urânio.

Segundo este acordo, de 2015, o Irã aceitou reduzir drasticamente suas atividades nucleares, garantindo que têm vocação civil. Em troca, seriam suspensas as sanções internacionais que asfixiavam a economia da República Islâmica.

mj/cgo/pc/bl/cn/tt

Notícias