Topo

Bolsonaro celebra apoio aos EUA em embargo a Cuba: "Aquilo é uma ditadura"

Jair Bolsonaro (PSL), presidente da República - Isac Nobrega/PR
Jair Bolsonaro (PSL), presidente da República Imagem: Isac Nobrega/PR
do UOL

Do UOL, em São Paulo

07/11/2019 20h02

O presidente Jair Bolsonaro utilizou sua tradicional live de quinta-feira para cumprimentar o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, sobre o voto do Brasil contra a resolução da ONU que condena o embargo a Cuba.

"Conversei com o Ernesto Araújo e pela primeira vez o Brasil acompanha os Estados Unidos na questão do embargo para Cuba. Aquilo não é uma democracia, é uma ditadura, tem que ser tratada como tal. E assim o Brasil vai mudando sua posição para centro-direita. O meu governo é o mais democrático de que tenho conhecimento ao longo dos últimos anos", disse o presidente nesta noite.

Peixe inteligente

Novamente acompanhado do Secretário da Pesca, Jorge Seif, Bolsonaro abriu a transmissão de hoje fazendo graça com a fala da última semana, na qual Seif disse que o peixe era "inteligente" e fugia das manchas de óleo que acometem o litoral do Nordeste.

"Você não morreu não? Com as manchas de óleo na praia?", perguntou o presidente. "Sou inteligente igual ao peixe, eu saio fora", riu Seif, em resposta.

Bolsonaro também endossou a fala do secretário, afirmando que se os peixes estivessem indo de encontro às manchas, estariam morrendo "24 horas por dia, com todos chegando na praia". Como exemplo, disse que durante a pescaria muitas vezes o peixe "desconfia e não morde a isca".

"Se o peixe tem sexto sentido, bola de cristal, olfato apurado ou inteligência, fato é que ele desvia da mancha", continuou Seif.

Enem

Outro assunto abordado na live foi a aplicação do primeiro dia de prova do Enem, no domingo. O presidente cumprimentou os envolvidos na organização e se limitou a comentar o tema da redação, alegando não ter sido um assunto polêmico mas cobrando o ministro da Educação, Abraham Weintraub, por temas "mais científicos".

"O tema já não foi aquele tema polêmico, estimulando a criançada a se interessar por aquele assunto que não vai levar a lugar nenhum. Espero, Weintraub, que sejam temas científicos, coisas mais interessantes no futuro", comentou.

Ouça o podcast Baixo Clero com análises políticas de blogueiros do UOL.

Os podcasts do UOL estão disponíveis no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas de áudio.

Notícias