Topo

Wellington Nem quer clima de decisão para três vitórias consecutivas

22/10/2019 15h55

Duas derrotas consecutivas e o Fluminense ficou novamente perto da zona do rebaixamento. Com 29 pontos conquistados, o tricolor está apenas um ponto à frente do Cruzeiro, primeiro clube do Z4. Apesar do momento ruim, o time tem grande oportunidade de subir na tabela. Os próximos dois jogos são com adversários diretos na luta contra as últimas posições do Campeonato Brasileiro: Chapecoense e Ceará.

A partida contra a Chape será no próximo sábado (26) no Maracanã, a partir das 19h30. Quatro dias depois o tricolor pega o vozão, às 21h30 no Castelão. Isso sem falar do clássico contra o Vasco, dia 2 de novembro, no Maracanã, com 90% dos ingressos para a torcida tricolor.

O clima é de final, como diz o atacante Wellington Nem em entrevista coletiva concedida nesta terça (22): "Acho que todos os jogos são difíceis, desde o primeiro jogo do campeonato já é uma decisão. Agora é mais que decisão. Tem que entrar focado, jogo a jogo. Primeiro pensar na Chapecoense, depois no Ceará, depois em Vasco, Inter, Palmeiras. Os próximos três jogos serão difíceis, temos que fazer bons resultados e somar 9 pontos importantes".

Ouça na Rádio Nacional

Para conseguir os nove pontos e sair de vez das últimas posições, o Fluminense precisa contar com dois de seus principais jogadores, Paulo Henrique Ganso e João Pedro. O problema é que eles estão em uma fase ruim, e, inclusive, são frequentemente vaiados pela torcida.

Para Wellington Nem, Paulo Henrique Ganso e João Pedro vão dar a volta por cima: "É chato ver um companheiro sendo vaiado pela torcida, às vezes em momentos de vitória também. É triste, eu não gosto disso. Acho que tem que apoiar sempre, se tiver que vaiar, vaia quando acabar o jogo. O Ganso é experiente, já viveu isso, sabe que vai passar, tem um talento incrível. O João Pedro é um menino, tem que sempre passar confiança a ele, para entrar focado".

Notícias