Topo

Homem rouba estátuas indígenas de igreja em Roma

22/10/2019 13h42

CIDADE DO VATICANO, 22 OUT (ANSA) - Estátuas indígenas expostas em uma igreja de Roma por ocasião do Sínodo dos Bispos para a Amazônia foram roubadas nesta segunda-feira (21) e jogadas no rio Tibre.   

A ação foi filmada com uma câmera e divulgada no YouTube. Nos quatro minutos de vídeo, é possível ver uma pessoa entrar na igreja de Santa Maria in Traspontina, a 400 metros do Vaticano, e pegar imagens de Pachamama, a "Mãe Terra" em algumas culturas indígenas, especialmente de povos andinos. Em seguida, um homem coloca as estátuas em uma ponte sobre o Tibre e as atira na água. O ato não foi reivindicado. "Em nome da tradição e da doutrina, se jogou fora, com desprezo, uma efígie da maternidade e da sacralidade da vida. Um símbolo tradicional para os povos indígenas e que representa a ligação com a 'Mãe Terra'", disse Andrea Tornielli, diretor editorial do Vatican News, site de notícias do Vaticano.   

A Igreja Católica faz até 27 de outubro um Sínodo dedicado à Floresta Amazônica e que é alvo de críticas no clero ultraconservador. A assembleia episcopal discute novas formas de evangelização de povos indígenas e a proteção do meio ambiente.   

Uma das propostas em debate é a ordenação de padres casados para fazer frente à escassez de sacerdotes na Amazônia. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Notícias