Topo

Projetos climáticos em MG receberão 100 milhões de euros da União Europeia

21/10/2019 13h07

Bruxelas, 21 out (EFE).- O Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) receberá 100 milhões de euros (R$ 461,4 milhões), em empréstimo concedido pelo Banco Europeu de Investimento, para financiar projetos climáticos que podem gerar até 700 postos de emprego até 2023.

O acordo foi assinado nesta segunda-feira em Luxemburgo, pelo presidente do BDMG, Sérgio Gusmão Suchodolski, e pela vice-presidente da instituição financeira da União Europeia, Emma Navarro.

Nos termos, o Banco Europeu de Investimento financiará até 75% dos custos de projetos que tenham por objetivo melhorar a eficiência energética e a geração de energias renováveis no estado de Minas Gerais, como fábricas de energia solar de pequena escala, usinas hidrelétricas, que contribuam com a redução das emissões de CO2.

Empresas privadas, inclusive de pequeno e médio porte, e governos municipais poderão ser beneficiados por este financiamento, com condições vantajosas, em prazos para pagamentos e em taxas de juros.

A estimativa de geração de 700 empregos ao longo dos próximos quatro anos, por meio dos projetos financiados, foi feita pelo Banco Europeu de Investimento, que emitiu comunicado sobre o acordo.

O objetivo, conforme explicou a instituição financeira da União Europeia, é se transformar em um dos principais atores do planeta na mobilização contra o aquecimento global. Na Cúpula do Clima, em Nova York, o banco anunciou aumento do montante liberado para fins climáticos, até alcançar 1 trilhão de euros, em 2025. EFE

Notícias